sábado, 5 de julho de 2008

De vítima a culpado

Um artigo publicado pelo Site Aprendiz em 23 de junho do corrente ano, diz que apesar de Baraúna ter obtido o pior resultado do IDEB do país, as condições sócio-econômicas não são tão ruins para justificar o péssimo resultado. Segundo o mesmo Site, Baraúna possui um Produto Interno Bruto per capita de R$ 11.543 - próximo à média nacional de R$12, 4 mil - e um Índice de Desenvolvimento Humano médio, em 0,600 e por isso o município não tem o perfil típico da cidade miserável e sem recursos para cuidar de suas escolas.

Pessoas ligadas à educação do município não assumem os erros que causaram o fracasso escolar e usam os alunos como bode expiatório. Fala-se que essa situação deve-se ao trabalho infantil que nossas crianças são submetidas e por causa disso desistem de estudar para trabalhar e os que continuam estudando não conseguem um rendimento aceitável em função do cansaço.
Essa postura me preocupa. Temos muito a colaborar com a melhoria do ensino de Baraúna se sairmos da defensiva e passarmos a admitirmos nossos erros e buscar soluções para a tragédia anunciada a mais de 05 anos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Pelo vídeo que assisti, percebi que a Secretaria de Educação e a Direção da Escola Manoel de Barros estã colocando a maior culpa do baixo índice do IDEB a situação de soicio-econômica dos alunos. Mas pelo que sabemos os alunos estão sendo bde expiatório na história.
Não vejo professor, secretária de educação, diretores de escola, funcionários da educação e muitomenos o prefeito preocupado com a vergonha que estamos passando. Sou pai de aluno e fico revoltado com essa situação. O pior é que não vejo ninguém se preocupado com a situação. Como todo mês as pessoas que deveriam cuidar melhor da nossa educação recebem seu salário, os alunos que se ferre.
O prefeito fica usando a educação para se promover e ninguém faz nada. Com que dinheiro a prefeitura está pagando os agentes de proteção? Claro que é com os recursos do Fundeb. Assim é difídil.

Nordânia Barboza disse...

Como o resultado do IDEB em nosso município foi o pior do Brasil, a culpa cai em cima dos alunos e professores!
Fico me perguntando: Se fosse diferente? Se tivésemos ficado entre os melhores, os principais responsáveis seriam os mesmos???????? É claro que não!!!!!!
Está na hora dos gestores descruzarem os braços e começarem a agir. URGENTE!!!!!!!!!!!!!!!!1